Tipos De Recrutamento: Buscando O Colaborador Ideal Para A Empresa

Tempo de leitura: 19 minutos

Recrutamento pode ser definido como uma série de ações que têm o objetivo de atrair candidatos com potencial para disputar uma vaga e ingressar em uma empresa, sendo que podem ser utilizados diferentes tipos de recrutamento para esta seleção.

Trata-se da divulgação para o mercado de trabalho das vagas disponíveis e abertas para um processo seletivo.

O recrutamento é realizado com funcionários que já estão atuando na empresa, que já são funcionários e pretendem conseguir uma transferência para setores que proporcionem mais desafios ou aprendizagens ou a conquista daquela promoção desejada.

O mercado competitivo originou nas empresas a necessidade de realizar contratações cada vez mais acertadas, rápidas e econômicas. Com isso, o processo se diversificou nos últimos tempos fazendo com que, atualmente, existem diversos tipos de recrutamento.

O processo de recrutamento e seleção é uma das funções mais importantes em uma empresa, pois representa o começo de toda relação estabelecida no ambiente de trabalho.

Além disso, sabendo-se da importância do capital humano para os resultados dos negócios, um excelente processo de contratação pode garantir vantagem competitiva para a empresa.

tipos de recrutamento

Por indicação

Historicamente, um dos tipos de recrutamento conhecido por QI (“quem indica”) é muito malvisto por ter sido sempre aplicado de forma incorreta.

Ao desenvolver um programa de recrutamento por indicação no qual o colaborador que indicou o novo profissional se torna um mentor, responsável por parte das suas ações, há uma considerável melhoria no processo como um todo.

Isso se dá, porque seus colaboradores terão o cuidado de sugerir profissionais realmente bons.

Interno

O recrutamento interno é realizado entre profissionais que já prestam serviço para a empresa.

Trata-se de uma forma de possibilitar ao colaborador uma mudança de setor em busca de novos desafios e aprendizados.

Entre os tipos de recrutamento, esse é o mais vantajoso, pois há uma economia na formação do novo colaborador, visto que ele já está entrosado e por dentro da cultura organizacional da empresa.

Externo

Esse tipo de recrutamento é interessante por trazer novas ideias à equipe.

Geralmente, os novos profissionais, ainda não conhecedores dos vícios da cultura organizacional, chegam cheios de gás, oxigenando o ambiente e trazendo novas perspectivas à empresa.

Infelizmente, esse é um dos tipos de recrutamento mais lentos, pois demanda realização de testes, dinâmicas e entrevistas que buscam conhecer o candidato e escolher o profissional mais pertinente à vaga.

Outro ponto que merece atenção é a hierarquia a qual a vaga se refere.

Misto

O processo misto nada mais é do que a junção dos tipos de  recrutamento interno com o externo.

Talvez seja o tipo de seleção mais bem-visto, pois além de trazer novas ideias para a empresa, não exclui os colaboradores das novas oportunidades.

Ele pode ocorrer de duas formas: concorrência em pé de igualdade, quando candidatos externos e internos disputam a mesma vaga, ou por um processo com cotas.

Nesse caso, as novas oportunidades são direcionadas aos colaboradores e outra parte a novos profissionais.

Online

Um dos tipos de recrutamento atualmente bastante utilizado, é o recrutamento online, que costuma ser o mais rápido e econômico por possibilitar uma automatização do processo.

Com ajuda de softwares específicos, as centenas de candidatos são filtrados com base no perfil da vaga.

Logo, o trabalho da equipe de RH é otimizado. Além disso, pode ser ainda mais eficaz quando a busca de novos talentos é feita por meio dos headhunters, que vasculham a internet e redes sociais (como o LinkedIn) a procura dos melhores profissionais.

Apesar da praticidade, é preciso atenção dos recrutadores na validação dos dados informados pelos candidatos e o cuidado para não excluir etapas presenciais, como dinâmicas e entrevistas.

Transmitindo a identidade da empresa no recrutamento online

Muitas empresas têm investido cada vez mais em estratégias de marketing, com isso, alguns mitos relacionados a essas práticas estão ficando para trás.

Entre eles, que tal estratégia deva ser utilizada só com clientes.

Hoje, os gestores estão se inteirando sobre técnicas de comunicação que fortaleçam a identidade da empresa e promovam um simples processo seletivo a uma forma de despertar interesse e atrair grandes talentos.

Independentemente dos tipos de recrutamento que serão escolhidos, é possível sempre extrair o melhor de cada modalidade.

Isso se chama otimizar, cuja palavra representa o que de fato o novo RH precisa fazer nas organizações.

Hoje, o papel desse setor nas empresas sofreu modificações, tornando-se mais alinhado com os negócios.

O conceito de RH estratégico vem tomando conta do mercado e reflete justamente essa gestão implicada nos negócios.

Logo, o setor se torna menos operacional e mais estratégico, transformando informações internas em inteligência de mercado.

Assim como o treinamento de colaboradores e a comunicação interna, a área de recrutamento e seleção passou a ocupar um lugar de destaque aos olhos de empreendedores.

Nesse sentido, a preocupação do recrutador vai além dos recursos humanos, sendo também uma referência no processo de modernização do setor e da empresa como um todo, automatizando procedimentos e tornando-os mais inovadores.

Tipos de recrutamento de pessoal

As empresas precisam constantemente de recorrer a diversos tipos de recrutamento para conseguirem preencher vagas em aberto. Existe por isso um elo de ligação forte entre a empresa e os potenciais colaboradores.

Da mesma forma que os indivíduos empreendem esforços para conseguir entrar para essas empresas, também as empresas procuram por indivíduos com as qualificações necessárias para entrarem para o quadro de funcionários.

O objetivo comum é estabelecer uma relação de troca de benefícios, que será mais satisfatória se a pessoa escolhida apresentar os requisitos adequados.

É fundamental a melhor escolha estre os diferentes tipos de recrutamento na realização de um processo de seleção, para torná-lo o mais eficaz possível.

Recrutamento interno

O recrutamento interno ocorre quando as vagas em aberto são preenchidas por colaboradores que já estão empregados pela empresa.

Existem basicamente três fontes de recrutamento interno:

  • Promoções;
  • Transferência de colaboradores para outro departamento distinto;
  • Recontratação de ex-funcionários;

A divulgação destas vagas em aberto é feita normalmente pela empresa através de meios de comunicação interna, como memorandos ou cartazes em zonas de aviso da empresa.

Estes incluem geralmente os requisitos para o cargo e a solicitação aos interessados para que se dirijam ao departamento de recrutamento da empresa, a fim de se candidatarem à posição oferecida.

Em alternativa, os dados também podem ser enviados para posterior análise.

A principal vantagem deste, como um dos tipos de recrutamento, é a empresa poder preencher a vaga com um indivíduo que já conhece, cuja experiência anterior já deu provas do seu valor e que pode já estar familiarizado com alguns procedimentos operacionais chave.

Logo, vai precisar de menos formação do que alguém que viesse do exterior, o que em suma se traduz numa integração mais rápida, maior produtividade e em menos custos para a empresa.

Recrutamento externo

O recrutamento externo envolve trazer novos indivíduos para a empresa e que não fazem parte da estrutura atual da organização.

As fontes externas de recrutamento podem ser:

  • Anúncios de emprego em jornais, revistas ou rádios;
  • Empresas de recrutamento;
  • Recomendações de funcionários;
  • Escolas e universidades;
  • Sindicatos e associações;
  • Arquivo de antigos candidatos;
  • Contatos com outras organizações;

As empresas, muitas vezes, recorrem a fontes externas para preencher cargos menos qualificados.

É um meio de recrutamento também utilizado em caso de expansão e no preenchimento de vagas cujas especificações não podem ser satisfeitas pelos funcionários já empregados na empresa.

O recrutamento externo é mais demorado e dispendioso para a empresa, pois requer a também a contratação de pessoal especializado para fazer esse recrutamento.

Uma vez feita a contratação, o novo colaborador irá precisar de um período de formação e de se inteirar das políticas e procedimentos específicos da empresa.

Ou seja, a sua integração é mais lenta e também a sua produtividade poderá ser mais baixa até se adaptar completamente ao novo ambiente.

No entanto, candidatos externos têm o potencial de oferecer novas perspectivas e experiências à empresa, acabando esta também por beneficiar de investimentos em preparação e o desenvolvimento de pessoal efetuado por outras empresas ou pelos próprios candidatos.

tipos de recrutamento

Recrutamento misto

Um dos tipos de recrutamento conhecido como misto, é uma boa alternativa para suprir algumas das desvantagens de usar apenas recrutamento interno ou externo.

Este tipo de recrutamento pode obedecer a diferentes regras:

  • As vagas existentes são divididas pelos candidatos internos e externos, cabendo metade das vagas a cada grupo;
  • Procede-se em primeiro lugar ao recrutamento interno, sendo que o recrutamento externo apenas terá lugar se ainda existirem vagas;
  • Os candidatos internos e externos passam a ter as mesmas oportunidades sendo que a avaliação de todos os candidatos é efetuada em gabinetes externos à organização para que a avaliação não sofra influências.

Tipos de recrutamento para atrair candidatos

Acertar na contratação dos talentos é um dos focos mais importantes para o crescimento de uma empresa. Por isso, para atrair o candidato certo, a organização deve pensar em ótimas técnicas de recrutamento.

Bons empregados ajudam o seu negócio a ganhar produtividade, criando um ambiente de trabalho positivo.

Já aqueles que foram contratados equivocadamente, e não se mostram adequados aos parâmetros e objetivos da instituição, prejudicam o clima e resultado da empresa.

O processo de recrutamento pode ser cansativo e esconder vários deslizes.

Por isso, abaixo estão 5 técnicas que ajudarão a encontrar a pessoa ideal para qualquer vaga.

Proponha a interação em grupo

Para posições iniciais de carreira, onde é mais recomendado o uso de dinâmicas de grupo, a interação em grupo com os candidatos servirá para levantar os diferenciais deles e conhecê-los melhor.

Visualizando como os demais candidatos trabalham em equipe, você terá uma melhor percepção em relação às suas qualificações.

Conquiste os candidatos ideais

Candidatos que já possuem um emprego e não estão, a princípio, à procura de recolocação demandam abordagens diferentes.

Esses profissionais podem ser conhecidos como “candidatos ideais”, porque o perfil e o trabalho deles já são conhecidos.

Essas informações podem ser descobertas através de técnicas de pesquisas externas, conhecido por “hunting”.

Utiliza cold calls, abordagens em campo, pesquisas em sites de recrutamento, como LinkedIn, por exemplo, ou ainda trocando informações com empresas que conhecem a qualidade daqueles profissionais.

Use as redes sociais

Por falar no LinkedIn, outras redes sociais, como o Facebook e o YouTube, também podem ser uma porta aberta para recrutar candidatos.

Não somente para encontrar colaboradores de qualidade e observar mais de perto os seus perfis profissionais e pessoais, mas também para desenvolver o relacionamento com os candidatos.

Compartilhe publicações relativas ao trabalho e também sobre a sua empresa, de forma a fortalecer a sua marca como empregador (employer brand).

As redes sociais redefiniram a forma de estabelecermos nossas conexões e contatos.

O networking agora ficou mais rápido e fácil.

Por isso, quanto maior a rede de contatos de um profissional, maior será a possibilidade de ele conseguir uma boa colocação.

Aposte nas entrevistas por vídeo

Uma boa forma de otimizar o tempo é utilizar-se da tecnologia.

Além de economizar os custos também, pois, em vez de atender pessoalmente uma larga escala de pessoas, pode-se começar filtrando os melhores candidatos por meio de uma solução altamente eficiente.

Você pode fazer uma primeira entrevista por videoconferência, por exemplo.

Há duas formas de utilizar, entrevistas ao vivo por meio de Skype ou Google hangout, ou então entrevista gravadas, onde você pode pedir ao candidato para falar sobre determinado tema.

Anuncie vagas virtualmente

Hoje em dia quase todo mundo está conectado, seu candidato ideal provavelmente também estará.

Fóruns online, grupos de discussão, ou mesmo as páginas de Facebook relacionadas a interesses particulares podem ser ótimas ferramentas.

Se procura por pessoas que tenham um interesse específico, elas estarão atentas ao tema e serão atraídas facilmente pelo seu anúncio.

Tipos de agências de recrutamento

Existem três tipos de agências de recrutamento:

  • Agências operadas pelo governo no nível federal, estadual ou municipal por meio de secretarias do trabalho ou entidades relacionadas com o emprego;
  • Agências associadas com organizações não lucrativas, como associações profissionais ou não governamentais. Ex: Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE);
  • Agências particulares ou privadas.

Existem algumas situações nas quais as agências de recrutamento são eficazes, por exemplo:

A empresa não possui setor de RH, por isso, não está preparada para recrutar ou selecionar pessoas para determinado cargo;

  • A vaga exige uma escolha criteriosa, demandando atrair um grande número de candidatos qualificados e a organização não se sente capaz de administrar essa tarefa;
  • O recrutamento visa alcançar pessoas que estão atualmente empregadas e que não se sentem confortáveis em lidar diretamente com organizações tidas como concorrentes;
  • O preenchimento do cargo é confidencial e não pode ser divulgado no mercado ou internamente.

Os principais cuidados que devem ser tomados diante da escolha pela utilização de agências de recrutamento, são:

  • Exigir da agência uma descrição completa e detalhada do cargo a preencher;
  • Especificar para agência quais são as ferramentas a utilizar na seleção dos candidatos potenciais, como formulários de emprego, testes e entrevistas, como parte do processo seletivo e os aspectos relevantes para o cargo;
  • Proporcionar retroação adequada à agência, ou seja, quais os candidatos rejeitados e a razão da rejeição;
  • Se possível, desenvolver um relacionamento de longo prazo com uma ou duas agências.

No mercado existem, atualmente, agências especializadas no recrutamento de pessoas que almejam cargos mais elevados.

Elas são responsáveis pelo recrutamento, entrevista e pré-seleção de candidatos a cargos executivos de alto nível.

Além disso, uma forma diferenciada de se exercer o recrutamento é por meio de parcerias com escolas e empresas.

Por meio da parceria é possível realizar palestras e conferências sistemáticas que abordem as políticas de RH de sua empresa, visando criar uma atitude positiva diante de pessoas consideradas candidatos em potencial, mesmo que a oportunidade de emprego não seja concreta à curto prazo.

Cartazes ou anúncios em locais visíveis.

A utilização de cartazes ou anúncios em locais visíveis é indicada para cargos mais simples.

O mais adequado é contratar empresas especializadas nesse tipo de serviço, tendo em vista sua complexa especificidade.

Porém, cabe ressaltar seu vasto poder de abrangência e baixo custo, já que não envolve gastos com papel, mídia ou deslocamentos.

Constata-se que é consenso entre os autores que esse tipo de recrutamento deva se restringir aos cargos técnicos, de vendas, engenharia, gerência média e estagiários.

Os executivos e a alta gerência ainda devem passar pelo método tradicional.

tipos de recrutamento

Tipos de dinâmicas para recrutamento e seleção

Embora cada empresa tenha suas próprias práticas de contratação, existem denominadores comuns em muitos processos seletivos.

Dentro dos diversos tipos de recrutamento, encontram-se várias dinâmicas que podem ser aplicadas.

Abaixo estão as dinâmicas mais usadas em entrevistas.

Conhecê-las é importante para quem deseja chegar bem preparado, pois dessa forma é possível antecipar algumas das exigências de cada uma e dar o retorno correto aos entrevistadores.

  • Apresentação individual

Com o objetivo de conhecer o candidato e analisar sua capacidade de organizar ideias, sua fluência verbal e o seu nível de criatividade, esse tipo de dinâmica pede que o candidato exponha, de forma resumida, informações importantes e relevantes sobre sua vida pessoal e profissional.

  • Atividade individual

Aqui, a organização de ideias, a criatividade e a objetividade (além da fluência verbal) também são os pontos de foco do entrevistador, que irá analisar a desenvoltura do candidato para elaborar um plano ou script de vendas para um determinado produto ou serviço.

  • Simulação de vendas

Extremamente comum entre os que atuam no ramo comercial, a simulação de vendas consiste em uma espécie de encenação na qual o candidato tenta vender ao seu entrevistador o produto que deverá divulgar caso seja contratado.

  • Trabalho em equipe

A capacidade de adaptação e de atuar e pensar em equipe é o principal ponto de análise para o entrevistador, que deverá propor a realização de atividades em grupo.

Tipos de entrevistas de recrutamento e seleção

O processo seletivo inicia-se no preenchimento da requisição de pessoal e análise da descrição do cargo.

Após a aprovação do processo, o departamento responsável realiza a divulgação da vaga.

Quando os currículos chegam, eles são analisados e classificados de acordo com as competências técnicas apresentadas nele, ou seja, o conhecimento (formação) e as habilidades (experiência profissional), utilizando como base a descrição do cargo.

O próximo passo é a entrevista de seleção, considerada a principal etapa do processo e é neste momento que o candidato sai do papel (currículo) e ganha vida, seja pessoalmente ou virtualmente.

Existem várias formas de aplicar esta entrevista.

A escolha do melhor tipo depende da cultura da empresa e do cargo em aberto.

Seja qual for o tipo, o processo se resume na abertura.

Quando o entrevistador recebe o (s) candidato(s), se apresenta, mostra a estrutura física da empresa e encaminha-o(s) para uma sala reservada onde será realizada a entrevista.

Em seguida apresenta uma breve descrição da empresa, incluindo missão, visão, valores, principais produtos, entre outras informações que julgar pertinente.

Pede que ele (s) se apresente (m), informando nome, idade, formação, e por que se candidatou a vaga.

No próximo passo o entrevistador apresenta a descrição do cargo, quantidade de vagas, benefícios e faixa salarial, entre outros dados relacionados ao processo.

Depois é realizada a pesquisa, quanto o entrevistador faz perguntas predefinidas visando comprovar a veracidade das informações que constam no currículo, e identificar o perfil do (s) candidato (s).

Em seguida acontece a troca, quando o (s) candidato (s) tem abertura para tirar dúvidas em relação à vaga e a empresa.

E por fim, o fechamento, neste momento o entrevistador fornece um feedback ao candidato sobre sua performance no processo, e indica as próximas etapas.

Entrevista por e-mail

O entrevistador envia para o candidato uma pequena descrição da empresa e da vaga.

Em seguida busca informações básicas como pretensão salarial, disponibilidade de horários, estado civil, quantidade de filhos, carteira de habilitação, entre outros, visando confirmar ou complementar as informações que constam ou faltam no currículo do candidato.

Entrevista por telefone

O entrevistador primeiramente se apresenta e em seguida faz perguntas ao candidato relacionadas ao currículo, também visando confirmar ou complementar as informações que constam no documento.

Entrevista de RH

O entrevistador atende o candidato pessoalmente, apresenta a estrutura física da empresa, os valores organizacionais e as informações pertinentes à vaga.

Rrealiza as perguntas descritas nos tipos de entrevistas anteriores, ou seja, as entrevistas por e-mail ou por telefone são formas rápidas de aplicação da entrevista de RH, cujo objetivo é confirmar a veracidade das informações que constam no currículo do candidato.

Entrevista comportamental

O entrevistador atende o candidato individualmente, questionando sobre suas experiências passadas em outros trabalhos, onde o candidato deve apresentar na resposta ao contexto, ação e resultado conquistado.

Esta entrevista visa identificar as competências comportamentais do candidato, como, por exemplo, se ele sabe trabalhar em equipe.

Nesta entrevista também pode ser aplicado um teste de personalidade ou dinâmica de grupo com o auxílio de um psicólogo, para confirmar as competências identificadas.

Entrevista de caso

O entrevistador apresenta ao candidato um problema real para que ele possa resolvê-lo ou simula o dia a dia do cargo em questão.

Para o cargo de vendedor, por exemplo, ele pede para o candidato executar um processo de venda por telefone, visando analisar sua postura, comportamento e técnicas de abordagem.

Empresas de pequeno porte costumam aplicar apenas a entrevista de RH ou a entrevista técnica.

As de médio porte aplicam também a entrevista comportamental.

Já as grandes empresas podem aplicar todos os tipos de entrevista mencionados.

Neste caso, devem ser levadas em consideração as competências comportamentais e técnicas exigidas para o cargo, visando garantir a efetividade do processo.

>> Clique Aqui e conheça o Software RH Gratuitamente <<

5 (100%) 10 votes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *