Perguntas De Entrevista: Etapa Reveladora Para Ambos Os Lados

Tempo de leitura: 21 minutos

Para ser um bom entrevistador é necessário ter sensibilidade, percepção aguçada, utilizar métodos específicos e fazer as perguntas de entrevista que irão revelar o exato perfil de um candidato.

Perguntas de entrevista de emprego

Quando falamos em entrevista de emprego, algumas perguntas sempre surgem e por isso falaremos das vinte mais utilizadas. Confira abaixo:

Fale sobre você

Não existe regra. Cada entrevistador tem uma expectativa.

No geral, o selecionador quer saber mais sobre a formação acadêmica do candidato, o que ele gosta de fazer (hobby), seus sonhos e expectativas.

A orientação é direcionar o discurso para o âmbito profissional.

perguntas de entrevista

Quais são seus objetivos a curto prazo?

O candidato tem de pensar qual é o seu objetivo antes da entrevista. Só assim vai saber se determinada oportunidade de emprego é interessante para ele.

É necessário que o profissional “entreviste” também a empresa e averigue se a proposta é significante para sua carreira.

Quais são seus objetivos a longo prazo?

Como em uma relação a dois, é primordial que a pessoa deixe claro quais são seus anseios na vida profissional. Para isso, é preciso ter clareza.

O erro da maioria dos candidatos é a passividade, isto é, aceitar uma proposta sem saber o que é relevante para sua trajetória profissional.

Como você lida com as pressões do trabalho?

O candidato deve dar exemplos vivenciados por ele.

Isso vai dar consistência à resposta e segurança para o entrevistador enxergar que o profissional tem potencial para ocupar determinada posição.

Por que você acha que devemos contratá-lo?

Dizer que você tem sede de aprender, de crescer profissionalmente e de contribuir com a empresa não são respostas satisfatórias.

O candidato deve expor como pode colaborar com o desenvolvimento da organização.

Como você poderá contribuir para o desenvolvimento e crescimento da empresa?

O entrevistado deve se fazer essa pergunta antes de ser questionado.

Quais as expectativas da empresa com relação ao profissional que vai ocupar a vaga disponível? Se isso não estiver claro, o candidato deve questionar o selecionador.

Quais foram suas maiores realizações profissionais?

Cite até três exemplos. Procure falar sobre as realizações mais relevantes em sua vida profissional que estejam atreladas às expectativas ou ao negócio da empresa.

Nessa hora o profissional deve ser marqueteiro, ou seja, elencar o que tem de melhor e dizer sem receios.

Quais são seus pontos fortes?

O candidato deve listar suas principais características e eleger o que considera ser atributos de um talento.

Pergunte-se: o que os seus colegas de trabalho diriam positivamente de você? Pense em sua rotina profissional e escolha as qualidades que mais o definam no trabalho.

Não dê ênfase ao seu ponto fraco.

Quando falar dos pontos fortes, procure falar sobre as realizações mais relevantes que estejam atreladas às expectativas ou ao negócio da empresa.

Quais são os seus pontos a desenvolver?

Cite um exemplo e foque no que você está fazendo para superar a dificuldade.

Qual é o seu maior sonho?

Para responder a essa pergunta o candidato deve saber exatamente o que quer. Quanto mais autêntico ele for, maior será a probabilidade de encontrar uma empresa alinhada ao seu perfil.

Por qual motivo você saiu da empresa anterior?

Diga que está em busca de crescimento profissional e melhores oportunidades de carreira.

Por que ficou pouco tempo nos empregos anteriores?

Justifique afirmando que busca acima de tudo uma empresa que investe nos funcionários, valoriza o seu trabalho e dá oportunidades de crescimento.

Por que está há tanto tempo no emprego atual?

Você pode dizer que a empresa atual possui valores compatíveis com os seus e o valoriza enquanto funcionário.

Explique que no momento quer alcançar outros objetivos e ganhar experiência em empresas diferentes.

Você já recebeu críticas sobre seu trabalho? Como reagiu?

Segundo o consultor Eduardo Shinyashiki, críticas são sempre bem-vindas, pois ajudam o profissional a perceber os erros para não cometê-los novamente.

Ele orienta o candidato a responder que o feedback é essencial para o crescimento profissional.

O que você considera importante em uma empresa?

Responda com palavras que estejam ligadas aos seus valores pessoais. Exemplos: organização, seriedade, valores profissionais e sociais, conforto para trabalhar e um quadro de funcionários estável.

Como você se comporta no trabalho?

Diga o que as empresas gostam de ouvir, desde que seja verdade, é claro.

Exemplo: sou pontual, dedicado, comprometido, responsável, criativo, dinâmico, eficaz, flexível e sei trabalhar em equipe.

Com que tipo de pessoa você prefere trabalhar?

Pense em características pessoais valorizadas pelas empresas.

Você pode dizer que gosta de trabalhar com pessoas comprometidas, responsáveis e que tenham espírito de equipe.

Com que tipo de pessoa você encontra dificuldade em trabalhar?

Pense em características que firam o clima da organização e acabam influenciando negativamente o rendimento no trabalho.

Exemplo: pessoas arrogantes, impacientes e sem espírito de equipe.

Por que você escolheu essa carreira?

Diga que você se identifica com a área, dedica-se a ela e sente prazer no que faz.

Como você se comporta, quando algo não sai como planejou?

Nessas horas, o importante é manter a calma e tentar reverter a situação de outra  maneira para atingir o objetivo.

Se você age dessa forma esta é uma resposta convincente.

Perguntas de entrevista por competência

Recomendamos a utilização da técnica STAR para responder a perguntas de entrevista baseadas nas competências:

  • A Situação;
  • As Tarefas necessárias em resultado da mesma;
  • A Ação que tomou;
  • O Resultado dessa ação.

Elaboramos uma lista de perguntas baseadas nas competências, agrupando-as em cinco áreas – individuais, de gestão, analíticas, interpessoais e motivacionais – para facilidade de compreensão.

Competências individuais

Referem-se aos seus atributos pessoais: flexibilidade, capacidade de decisão, tenacidade, conhecimentos, independência, tomada de riscos e integridade pessoal.

Uma pergunta típica poderá ser:

Fale-me de uma ocasião em que uma ideia sua tenha sido questionada no trabalho.

Competências de gestão

Referem-se à sua capacidade para ser responsável por outras pessoas e à sua liderança, capacitação, pensamento estratégico, sensibilidade empresarial, gestão de projetos e controlo de gestão.

Uma pergunta típica poderá ser:

Fale-me de uma ocasião em que tenha chefiado um grupo para alcançar um objetivo.

Competências analíticas

Perguntas de entrevista nesse sentido referem-se às suas capacidades de tomada de decisão, inovação, competências analíticas, resolução de problemas, aprendizagem prática e atenção ao pormenor.

Uma pergunta típica poderá ser:

Fale-me de uma ocasião em que tenha identificado uma nova abordagem a um problema.

Competências interpessoais

Referem-se às competências sociais. Muitas empresas funcionam com base em equipas de projeto, e quanto mais colaborativas são, maior a probabilidade de terem sucesso.

Uma pergunta típica poderá ser:

Quais são as três características mais cruciais na comunicação?

Competências motivacionais

Referem-se aos fatores que o (a) impelem: resiliência, energia, motivação, orientação para os resultados, iniciativa e foco na qualidade.

Uma pergunta típica poderá ser:

Quando trabalhou mais arduamente e teve a maior sensação de realização?

Perguntas de entrevista coletiva

Abaixo, confira algumas perguntas que são as mais usadas nas entrevistas coletivas:

Poderia falar um pouco sobre si?

Geralmente é uma das primeiras perguntas de entrevista; O primeiro contato para você mostrar a que veio.

Primeiramente se atenha ao aspecto profissional e vá para o âmbito pessoal apenas se o entrevistador fizer algum questionamento relevante.

Dê preferência para falar de sua formação, das suas capacidades e competências, sempre de forma sincera e sem exageros.

Quais os seus objetivos?

Fale sobre as ocupações que gostaria de exercer, relacionadas à vaga para a qual está sendo entrevistado. Pode começar pela própria função e explorar para onde quer evoluir a partir dali.

Agora não é o momento de falar sobre pagamento ou assuntos que fujam do questionamento em questão.

Quais seus pontos fortes?

Procure fugir do óbvio e fale sobre capacidades com as quais possui alguma familiaridade.

Aborde exemplos práticos onde seus pontos fortes ajudaram, seja durante a formação ou em alguma experiência anterior.

Coloque aspectos positivos da sua personalidade, como facilidade de trabalhar em grupo ou de concentração, sempre relacionados com a vaga requerida.

Quais seus pontos fracos?

É uma das perguntas de entrevista que precisa ser respondida com cuidado.

O entrevistador não está buscando um sobre-humano que não possua falhas, então aquelas famosas respostas “sou muito perfeccionista” ou “sou muito exigente comigo mesmo” só mostram que você está tentando fugir da pergunta.

Fale sinceramente e complete com algo que você já esteja fazendo para melhorar.

Exemplo: tenho dificuldade de falar em público, mas estou fazendo um curso para melhorar minha desenvoltura.

Porque devemos contratá-lo?

Neste momento é importante fazer seu marketing pessoal.

Valorize seu perfil profissional, aborde aspectos da empresa nos quais você pode ajudar a melhorar.

Para iniciantes uma boa dica é colocar aquilo que se tem maior facilidade de aprendizado e abordar aspectos positivos de sua formação relacionados à empresa.

Por que quer trabalhar aqui?

Este é o momento de mostrar que você pesquisou sobre a empresa.

Fale sobre as atividades e sobre seus projetos preferidos, relacionando-os à vaga para a qual você está sendo entrevistado.

Sempre que for chamado para uma entrevista, a pesquisa sobre a empresa e suas atividades é a primeira coisa a ser feita.

Utilize diversas estratégias como ver o site, pesquisar sobre informações publicadas sobre a empresa e, se possível, conversar com quem trabalha ou já trabalhou lá.

Por que deixou a empresa anterior?

Perguntas de entrevista como esta é para aqueles que já tiveram alguma experiência prévia, seja em estágio, trainee ou outro emprego.

Seja honesto, sem se deter em pormenores do porquê, no caso de ter sido despedido.

Porém, o mais importante nesse momento é não criticar demais a empresa anterior, nem seus colegas. Isso pode demonstrar ingratidão, mesmo que seus motivos sejam bons, este é o momento de demonstrar temperança.

Como você se imagina daqui a 5 ou 10 anos?

O objetivo dessa pergunta é descobrir o planejamento de carreira do candidato.

É uma análise de acordo com as suas pretensões, se você deseja seguir carreira.

Você pode combinar esta pergunta com os objetivos, colocando quais você gostaria de conquistar no tempo estipulado.

Qual a sua pretensão salarial?

Uma questão delicada, principalmente em tempos econômicos conturbados.

O ideal é mencionar uma faixa salarial, com um máximo e um mínimo ou pedir uma proposta do entrevistador e perguntar sobre os direitos e obrigações da vaga, caso eles ainda não tenham sido explicados.

Qual seu nível de inglês?

Essa pergunta irá aparecer dependendo da vaga, principalmente se nela você precisar lidar com público ou com documentos na língua estrangeira.

Se ela foi feita, pode ser que o entrevistador queira continuar a conversa em inglês para observar se o seu nível é compatível com o colocado no currículo.

Seja sincero: não invente que sabe falar, pois isso pode te colocar numa saia juta.

É bom praticar antes para que este seja seu diferencial, não seu empecilho.

perguntas de entrevista

Perguntas de entrevista comportamental

Entrevistas comportamentais também são normais e por isso abaixo vamos lhe mostrar algumas das perguntas mais usadas para esse tipo de entrevista. Confira:

Como você lida com um colega de quem não gosta?

Saber trabalhar em equipa é essencial para o sucesso de uma empresa.

Se um trabalhador souber interagir com toda a gente, ele conseguirá evitar conflitos, perdas de tempo e quebras produtivas.

Já alguma vez resolveu conflitos no local de trabalho?

As capacidades de mediação e de negociação podem ser avaliadas por intermédio desta pergunta. Importa ter trabalhadores nas fileiras capazes de resolver situações amigavelmente e racionalmente.

Como você lida com o stress no trabalho? Dê um exemplo.

Peça ao candidato para exemplificar como ele lida com o stress no trabalho e avalie a sua reação tendo em conta o ambiente de trabalho da empresa.

Conte-me sobre um erro que tenha cometido. Como o resolveu?

Através desta pergunta pode descortinar a capacidade de reação e de resolução de problemas do candidato, para além de saber um pouco mais sobre o seu desempenho profissional.

Como você lidou com uma situação difícil no passado?

Por vezes surgem surpresas desagradáveis no trabalho que revelam o melhor ou o pior dos trabalhadores. Manter o profissionalismo mesmo sob pressão é um requisito a observar.

Alguma vez esteve em desacordo com um chefe?

O tipo de informações que o candidato passa sobre a sua relação com a chefia permite também descortinar um pouco do seu profissionalismo.

Como você se costuma esforçar por um projeto?

Esta pergunta de avaliação comportamental do candidato exemplifica o que ele poderá fazer ou não em prol da empresa.

Se telefonar para pedir referências suas, o que acha que dirão sobre você?

É uma pergunta de autoavaliação que permite ao entrevistado destacar os seus pontos fortes e fracos, assim como testar a correspondência com o que foi dito anteriormente por este.

Perguntas de entrevista de estágio

Em relação aos estágios temos um problema crônico nas perguntas de entrevista, que costumam ser bem traiçoeiras.

Por isso veja abaixo alguns exemplos:

Como você escolheu a roupa que está usando hoje?

É evidente que o entrevistador sabe que você escolheu a dedo a roupa, a maquiagem, os acessórios.

Mas ele quer testar sua desenvoltura, checar se trata com distanciamento um assunto pessoal e avaliar sua preocupação em se adaptar aos padrões da empresa.

Quer marcar um ponto daqueles?

Então responda algo na linha: “Procurei me informar sobre a maneira como as pessoas se vestem aqui e optei por algo que combina com a imagem da empresa e que faz com que eu me sinta bem”.

De que forma você gostaria que eu comunicasse sua demissão caso isso viesse a acontecer?

Nesse ponto você terá de se defrontar com uma situação imaginária, mas com possibilidades de acontecer.

Mesmo funcionários brilhantes podem perder o emprego.

O entrevistador quer avaliar seu equilíbrio emocional, ao menos na teoria.

Bem, peça a ele que a demita com profissionalismo, de preferência expondo os motivos da decisão e assinalando os possíveis erros cometidos.

Fale um pouco de você

Utilize o tempo de forma racional mesclando aspectos profissionais com pessoais sem ferir a privacidade.

Tente ser objetivo. Nada de contar sua história desde o nascimento.

É importante fazer algumas pausas para dar chance ao entrevistador de interrompê-la e colocar novas perguntas na conversa.

O ideal é não gastar mais de 3 minutos.

O que você pretende estar fazendo daqui a cinco anos?

Essa é uma daquelas perguntas de entrevista que você deve ter a resposta na ponta da língua.

Apresentar um objetivo claro, nem que seja para mudá-lo no ano que vem.

E pense, sim, em respostas adequadas a cada tipo de empresa.

As tradicionais preferem ouvir que você tem a intenção de ocupar um alto posto, sempre executando um bom trabalho, não só daqui a cinco como daqui a trinta anos.

Se for uma companhia mais moderna, jogue o foco na ideia de disponibilidade:

“Estarei onde a empresa quiser que eu esteja.” Bingo!

Trabalhar 12 horas diárias seria inconveniente para você?

Essa é uma das perguntas de entrevista que testam sua disponibilidade. É sinal de que sua carga horária poderá ir além do normal.

A empresa precisa saber se há fatores externos que a impediriam de conviver com isso.

O melhor é falar a verdade.

Aí entram situações como filhos pequenos, parentes doentes, dificuldades de transporte, cursos e outros compromissos importantes para você.

Se existe algo que atrapalhe e impeça jornadas prolongadas, tente negociar os horários nesse momento.

Já fez trabalho voluntário?

Essa passagem no currículo demonstra preocupação com as pessoas, alta dose de cidadania, predisposição para doar tempo livre e espírito de liderança.

Ou seja: se a resposta é positiva, ótimo.

Sendo negativa, tente justificar.

Dizer que não tem tempo ou que não se interessa pelas causas sociais provoca péssima impressão.

Quais são os seus pontos fortes e fracos?

Nessa hora, falsa modéstia e exageros só servem para estragar.

Mencione pelo menos algo a que você se considera vulnerável, ou o entrevistador pensará que você desceu do Olimpo para pedir emprego.

Depois cite as características positivas, sem arrogância.

Em nenhum momento ele pode perceber em você um ar perdido, de quem nunca tinha parado para pensar sobre o assunto.

Por que você está pensando em deixar seu emprego atual?

Nem ouse mencionar que seu problema é salário.

Ficará a impressão de que, mais do que a vontade de se integrar à equipe da empresa, você está atrás de dinheiro.

Evite com todas as forças falar mal da chefia ou da empresa atual.

Procure demonstrar que almeja crescimento profissional.

Que até poderia conquistá-lo onde está trabalhando, mas acredita que terá mais chances nesse novo emprego.

Por que você acha que uma mulher se sairia melhor que um homem nesta função?

O que existe por trás da pergunta é algo simples: trabalho não é local para guerra entre sexos.

O entrevistador quer uma resposta convincente, mas nada de discursos feministas.

Se você estiver diante de uma mulher, não caia na armadilha da cumplicidade falando sobre a superioridade de seu sexo e a necessidade de as mulheres se unirem.

Se for um homem, pior ainda.

A melhor saída é dizer que a empresa certamente pensou em alguém com qualidades interessantes para a função e que você corresponde a esse perfil – o que nada tem a ver com o fato de ser mulher.

perguntas de entrevista

Perguntas de entrevista de menor aprendiz

Em relação ao cargo de menor aprendiz, temos o mesmo problema que o estágio e por isso, confira abaixo algumas perguntas de entrevista:

Por que você quer trabalhar com a gente?

Para responder a essa pergunta, você precisa conhecer a empresa.

Por isso, comece sua pesquisa assim que for chamado para entrevista.

Acesse site, redes sociais e possíveis notícias que possam ter sobre a empresa na internet.

Você pode falar sobre os pontos positivos da empresa, como os produtos e/serviços colaboram para uma sociedade melhor, sobre a maneira como trata os funcionários.

Também pode citar as oportunidades de carreira e sobre o alinhamento da empresa com a sua própria visão de mundo.

Ou seja, é importante você encontrar pontos em comum entre seus sonhos e a atuação da empresa.

Por que devemos contratá-lo?

Este é o momento de falar sobre você mesmo.

Em primeiro lugar, foque no lado profissional.

Fale sobre suas experiências (se tiver) e sobre suas qualificações.

Em seguida, fale sobre sua personalidade, como ela pode te ajudar a realizar o trabalho e sobre como seus objetivos se alinham com os da empresa.

É preciso mostrar que há uma identificação entre a pessoa que você é e o profissional que quer ser com o que a empresa é e pode oferecer.

Quais são seus pontos fortes?

Seja objetivo.

Fale primeiramente sobre suas características positivas.

Três é um bom número.

Cite-as e depois desenvolva uma explicação sobre elas, usando exemplos de como os pontos fortes te ajudam na sua vida prática, em seus estudos e trabalho.

Quais são os seus pontos a desenvolver?

Seja honesto.

Assim como nos pontos fortes, cite dois ou três pontos a desenvolver.

Todo mundo tem pontos a desenvolver, ainda mais quem está começando a vida profissional.

Fale sobre eles e diga o que está fazendo para melhorar.

Fuja dos clichês: “perfeccionismo” não vale como ponto a desenvolver.

Para não falar mais do mesmo, pense bem antes, prepare-se para a entrevista e aproveite para se conhecer melhor.

Qual é o seu maior sonho?

Pense antes sobre o que vai responder para não parecer imaturo.

Tenha em mente que essas perguntas de entrevista são feitas para constatar a capacidade de autoavaliação dos candidatos, a maturidade e se os candidatos têm o perfil que eles buscam.

Por isso, pense bem antes de falar que seu sonho é ganhar na mega sena, virar jogador de futebol ou ter uma Ferrari.

Como se dá com o trabalho em equipe?

O importante aqui é mostrar que você consegue e que gosta de trabalhar em equipe, que tem um bom relacionamento interpessoal, que sabe respeitar os outros, que colabora com o trabalho dos outros, que a empresa pode contar com você.

Caso não tenha experiência de trabalho ainda, você pode dar exemplos de como trabalha em equipe na sua escola, na igreja, no curso, nas atividades esportivas.

Atletas ou praticantes amadores conseguem dar exemplos muito bons de trabalho em equipe. Aproveite!

O que procura num trabalho?

Para responder a essa pergunta, use um pouco do que falou na pergunta do sonho, mais o que disse sobre a empresa.

O avaliador espera que o trabalho oferecido tenha características interessantes para você.

Entretanto, tenha em mente que você não está falando do trabalho naquela empresa, mas de trabalho de modo geral.

Ou seja, a intenção aqui também é avaliar as suas expectativas e se elas estão de acordo com o que a empresa oferece.

O que o motiva a trabalhar melhor?

Como você provavelmente nunca trabalhou, a sugestão aqui também é falar sobre o que você espera.

Você também pode usar exemplos de momentos interessantes em seus estudos, no curso e com práticas esportivas.

Por exemplo: uma equipe que se respeita, pessoas inteligentes, um bom ambiente de trabalho, um bom salário, possibilidades de crescimento, um gestor que frequentemente avalia os funcionários.

Enfim, existem centenas de possibilidades.

Mais uma vez a dica é: pense antes de responder e responda de acordo como que você realmente considera importante.

O que você faz no seu tempo livre?

A intenção do avaliador com essa pergunta é conhecer melhor sobre sua personalidade e sobre como você administra seu tempo.

Você pode falar sobre os esportes que pratica, sobre o que gosta de fazer nos finais de semana, como ir ao cinema, à praia, fazer trilhas, ler, escrever, fotografar.

Enfim, fale, de fato, sobre o que faz. Não tem muito mistério.

Como você se imagina daqui a 5 ou 10 anos?

É importante não confundir essa pergunta com a pergunta dos sonhos.

Embora esta questão também tenha a ver com sonhos, o avaliador vai esperar coisas mais concretas.

Se você sonha em ter um bom emprego, uma casa, fazer uma viagem internacional ou entrar para a universidade, você precisa dizer o que está fazendo para conseguir chegar lá. Isso é muito importante!

Para aprimorar seu Roteiro de Entrevista e Recrutamento e Seleção, é essencial que a empresa conte com um sistema automatizado para gerar grandes resultados.

>> Clique Aqui e conheça o Software RH Gratuitamente <<

5 (100%) 9 votes

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.