Como melhorar o rendimento trabalhando em home office?

Tempo de leitura: 9 minutos

O mundo corporativo empresarial e do trabalho têm sofrido mudanças cada vez mais profundas, um dos maiores exemplos disso é o home office, que consiste no trabalho realizado na casa do colaborador.

Portanto, é uma modalidade de trabalho em que a pessoa mantém totais vínculos empregatícios com a empresa, quase sempre no regime tradicional CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas), porém, não precisa comparecer nela presencialmente.

Lembrando que também há modelos de trabalho que são mistos, como quando a pessoa faz a parte de design de uma firma que produz caneca personalizada para empresa, podendo trabalhar quatro dias da semana em casa, e um deles de modo presencial.

Mas, quando falamos em home office trata-se, quase sempre, de uma modalidade em que a pessoa passa mais tempo em casa do que na empresa.

Às vezes, o encontro na firma ocorre apenas uma vez por semana ou por mês, para estreitar laços.

Outras vezes, porém, ela pode não ocorrer nunca, de modo que tem sido cada vez mais comum funcionários trabalharem para empresas que inclusive ficam em outros países, como EUA, Japão ou qualquer país da Europa.

Naturalmente, tudo isso seria impensável sem a realidade tecnológica dos dias de hoje, uma vez que o trabalho operado desde casa depende eminentemente de computadores, softwares, programas, aplicativos e uma excelente conexão de internet.

Às vezes precisamos falar também de um celular ou smartphone de qualidade, embora não seja totalmente obrigatório ou incontornável. 

Agora, se a pessoa trabalha como social media, por exemplo, aí é possível que passe 90% do tempo no celular.

Portanto, ela pode ser o gestor das mídias sociais de uma empresa que atua na área de envelope de segurança personalizado

Para poder ficar a par de tudo o que ocorre e tocar as estratégias de redes sociais, seu trabalho passa a ser esse.

De fato, alguns anos ou décadas atrás teria sido difícil imaginar que em tão pouco tempo haveria um tipo de serviço que as pessoas poderiam operar desde casa e pelo próprio aparelho celular, quase que sem precisar de um computador.

Outro fator que veio ajudar nessa verdadeira revolução tecnológica e digital foi o da crise da pandemia de 2021. 

De lá para cá essas tendências de digitalização se disseminaram cada vez mais, fazendo o mundo inteiro evoluir cerca de 50 anos em alguns meses.

Tudo isso, aliás, constitui uma das principais razões pelas quais nós decidimos elaborar este conteúdo que explica em detalhes como melhorar o rendimento trabalhando em home office, mostrando não apenas dicas mas também os benefícios disso.

Como algumas pessoas ainda podem estar em dúvida, nunca é demais reforçar que essa modalidade, sempre que bem implementada, pode representar o sonho de alguns, por outro lado, não é nada fácil ter a disciplina necessária.

O mais bacana é que com a evolução do quadro geral, mesmo empresas cuja solução exige funcionários presenciais, como uma oficina de limpeza de carpete empresarial, podem operar com parte considerável da equipe trabalhando em casa.

É o caso, por exemplo, do pessoal do financeiro, das vendas, da estratégia de crescimento, do marketing, da administração geral e de outros setores que não exigem a presença física de ninguém, o que já basta para trazer vantagens a todos os lados envolvidos.

De tal modo que, sendo o seu interesse mais urgente e genuíno o de compreender de uma vez por todas como o home office pode melhorar nosso rendimento e facilitar nossa vida pessoal e profissional, basta então seguir com a leitura até a última linha deste texto.

Como é esse trabalho?

Nos últimos anos essa tendência de trabalho cresceu tanto, que até as definições técnicas dessa modalidade têm mudado em velocidade crescente.

Hoje entende-se que a melhor definição para o termo é a de teletrabalho, uma vez que o fato de a pessoa não precisar bater cartão na empresa não implica que, necessariamente, ele chegue a trabalhar de fato em casa.

Pode parecer confuso, mas é muito simples, na verdade. Trata-se do fato de que muitas pessoas acabam por não trabalhar em casa, talvez por conta da dispersão que isso pode ocasionar, inclusive, a depender da realidade de cada um.

Aliás, não é incomum uma pessoa ter dois trabalhos home office de meio período. Assim, ela pode ser colaboradora de uma firma de compliance empresariais na parte da manhã, e lidar com finanças ou com contabilidade na parte da tarde.

Seja como for, quando ocorre de o colaborador não ficar em sua própria casa, embora também não vá á empresa, ele costuma frequentar os seguintes locais:

  • Lan houses;
  • Coworkings;
  • Hotéis;
  • Cafeterias;
  • Shoppings.

Enfim, qualquer espaço que seja capaz de oferecer algum conforto para ficar sentado, bem como um bom sinal de banda larga, já pode ser o suficiente para alguém operar seu trabalho por meio do notebook ou do smartphone.

O que precisa ficar claro é que trata-se de um tipo de trabalho que certamente vai acontecer por intermédio de plataformas online, que funcionam graças à Computação na Nuvem.

De fato, se as pessoas precisassem acessar sites estáticos ou apenas trocar e-mails, como era na época da Internet 1.0, tudo isso seria inviável.

São as conquistas da Internet 4.0, sobretudo em termos de interatividade e dinâmica, que permitem um trabalho home office de sucesso.

O maior exemplo é o das plataformas de trabalho remoto compartilhado. Ali um gestor consegue criar tarefas, delegá-las e acompanhá-las com poucos cliques, controlando o acesso e uso de cada um por meio de login e senha.

Sinceramente, em um caso desses pode ser mais fácil controlar um equipe toda por tais plataformas, do que se fossem dezenas de pessoas presencialmente em uma sala comercial.

Melhorando o seu rendimento

Os primeiros dias ou meses de home office podem ser os mais difíceis, por isso, vamos dar algumas dicas que levam em conta todo o período de adaptação.

1. Defina uma rotina

É preciso que você tenha hora para acordar, arrumar-se, trocar de roupa e sentar-se na frente do computador ou celular.

Sendo assim, você precisa ter a mesma disciplina ou rotina que teria se fosse presencialmente trabalhar como um chaveiro para empresas.

Isso não significa trabalhar necessariamente no horário comercial. Você pode fazer seus horários, mas é preciso que haja alto pré-definido e que isso seja cumprido.

2. Cuide do ambiente

Essa dica é importante sobretudo para quem vai operar literalmente desde casa, pois a simples bagunça em cima da mesa já pode dispersar tudo.

Se você trabalhasse presencialmente na fábrica de uniformes sociais para empresas seria preciso manter sua estação de trabalho organizada, certamente.

Portanto, pense que agora você é seu próprio patrão, ou seu próprio gestor, de modo que você ficará encarregado da organização de seu próprio espaço.

3. Tecnologia a seu favor

Não se deixe impactar negativamente pela distância com seus superiores ou colegas de trabalho, pelo contrário, use a tecnologia a seu favor.

Sendo assim, marque reuniões com uma boa frequência, peça feedbacks e dicas sobre como melhorar. Enfim, use toda sua empatia, que isso com certeza vai tornar você diferenciado nessa era de digitalização.

Por dentro dos benefícios

Falar dos benefícios e vantagens do home office pode parecer algo simples e até óbvio, mas é preciso fazer isso, e inclusive, entrar em alguns detalhes.

1. Venda seu trabalho

O home office veio para virar uma chave na cabeça do brasileiro médio, que sempre achou que sua relação com a empresa era a de quem vende seu horário de trabalho.

Na verdade, quando um funcionário trabalha com qualquer coisa, seja em casa ou na sala comercial da firma que faz abertura de empresas, o que ele vende é sua especialidade.

Portanto, você não precisa vender sua agenda, já que você pode fazer isso e não dar o máximo de si no horário comercial. 

Portanto, é preciso vender seu trabalho e cumprir as metas, coisa que o home office permite com mais clareza.

2. Qualidade de vida

Já pensou não precisar pegar trânsito todo dia? E não ficar na fila da marmita ou do restaurante esperando liberar uma mesa para o seu almoço?

Pois é, quando você faz a gestão da parte de logísticas para ecommerce desde casa, você se livra de tudo isso, melhorando e muito sua qualidade de vida.

Além de evitar burocracias desnecessárias, você escolhe o que fazer com o tempo que sobra, desde que esse conforto não gere dispersão.

3. A otimização e o aumento

Por fim, nem é preciso ser especialista na área para entender que o home office otimiza todos os seus esforços de trabalho, enquanto aumenta suas potencialidades.

Ele otimiza gastos seus e da empresa, que vai economizar com conta de água, luz, aluguel, internet e afins. Com isso, aumenta a lucratividade dela, podendo ampliar também o seu salário, bonificação, participações e afins.

Conclusão

Sendo assim, falar sobre o home office é falar acerca do futuro que já chegou, mesmo no Brasil e em outros países de terceiro mundo que se viram obrigados a aderir.

Com as informações e dicas que trouxemos acima, você já pode entender como melhorar seu rendimento nessa modalidade, e quais os benefícios envolvidos.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.