Aprenda 4 estratégias de recrutamento que vão fazer você ser mais que um recrutador

Tempo de leitura: 5 minutos

rh-9-1A primeira vista, o trabalho de um recrutador parece bem simples: fazer a relação entre potenciais talentos com as empresas que estão com vagas disponíveis.

Contudo, graças ao momento de recessão econômica vivemos atualmente e o elevado índice de desemprego, as contratações estão cada vez mais limitadas, o que obriga que o processo de recrutamento seja perfeito e encontre um profissional perfeito para a exigência da vaga.

Veja abaixo 4 dicas de estratégia de recrutamento que irão beneficiar tanto a empresa quanto o profissional a ser contratado.

  1. Seja um professor

Um recrutador se vê diante de uma enrascada quando entrevista um candidato que espera ser contratado com um salário acima 20% sobre a taxa de mercado ou quando está trabalhando para um gerente de contratação que deseja que ele encontre um profissional perfeito em 24 horas.

Assim, você pode tirar um tempo para ensinar tanto o candidato quanto o contratante do que ele deve esperar. Dessa forma, você irá conscientizar amba as partes: o empregador e o candidato a vaga.

Comece pedindo permissão para desempenhar o papel de professor. Por exemplo, você pode falar:

“Se você quiser, eu posso compartilhar com vocês um pouco da minha experiência em trabalhar com outros candidatos e contratação”. Com isso, invariavelmente você vai obter uma resposta afirmativa.

Quando o fizer, seja o mais específico possível. Por exemplo, para um candidato que está à procura de um salário maior do que a média do mercado, você pode dizer:

Eu já recrutei cerca de dez pessoas com qualificações semelhantes as suas e no ano passado eu conduzi estudos de ofertas salariais em nossa empresa. Lamento dizer, mas de acordo com a minha experiência, suas expectativas são altas demais. Eu não quero desanimá-lo, mas eu pensei que você gostaria de saber isso para poder se adequar melhor ao mercado”.

Para um gerente de contratação que tem a intenção de reduzir o tempo de contratação e considera que por causa da recessão o processo de recrutamento deve encontrar o candidato certo ainda mais rapidamente, você pode traçar um paralelo entre o processo de escolha de um funcionário e o mercado imobiliário, por exemplo. Veja como fazer isso:

“Eu me vejo como um tipo de corretor imobiliário, só que encontro candidatos para contratar ao invés de casas para comprar. Contudo, lembre-se, você está procurando uma casa que atenda todas suas necessidades. Há muitas casas disponíveis para alugar ou vender, do mesmo modo que há muitos profissionais em busca de trabalho, mas é preciso achar  o certo para não se arrepender depois”.

  1. Seja um conselheiro

Para ser visto como um conselheiro no processo de contratação, você deve se comportar como um. Em outras palavras, certifique-se de oferecer frequentemente conselhos úteis para seus candidatos e gerentes.

Isso significa tirar um tempo para formular bons conselhos, e oferecê-lo como parte de uma estratégia de recrutamento.

Quando você entregar um currículo para um gerente, você pode adicionar alguns comentários sobre as recentes experiências com outros graduados do mesmo programa de graduação, ou outros ex-funcionários de uma mesma empresa. Veja a seguir um exemplo:

Esse programa de graduação é considerado um dos melhores do Brasil” ou “nós já contratamos três outras pessoas dessa empresa e elas se saíram super bem no trabalho. Assim, posso colocar você em contato com os seus gestores, se quiser”.

Você também pode fornecer aconselhamento aos candidatos, já que, infelizmente, a maioria dos candidatos não está estudando o mercado de trabalho. Eles estão apenas tentando sobreviver e aceitam e se candidatam para qualquer vaga anunciada.

Obviamente, como um representante de sua empresa você pode ter informações sobre práticas de contratação do concorrente que você não deseja compartilhar.

Ainda assim, isso não o impede de oferecer conselhos em um nível mais geral. Por exemplo, dando aos candidatos dicas sobre o que esperar no processo de entrevista da sua empresa.

Com isso, você irá ajudá-los a relaxar e se sentirem a vontade durante a entrevista.

Dessa forma, você poderá visualizar o verdadeiro potencial do candidato na entrevista, o que pode ficar escondido se o candidato está preparado ou nervoso.

  1. Seja versátil no mercado de trabalho

Como um recrutador, você não apenas trabalhar irar trabalhar para empresas, mas, eventualmente, você pode ser chamado para fazer algum tipo de freelancer. Isto é, você irá trabalhar para clientes.

Seja qual for o arranjo, para ser verdadeiramente bem sucedido como um recrutador, você precisa gerenciar e organizar seus clientes e os desejos dos mesmo, sempre se mantendo informado acerca do mercado de trabalho que eles fazem parte.

Gerir seus clientes” deve ser uma tarefa cuidadosa, onde você deve tratar cada um deles de individualidade . Isso porque as necessidades de cada conta são diferentes, bem como necessidades dos indivíduos dentro delas.

  1. Seja sempre mais que um recrutador

Seu papel como recrutador, vai muito além de seu título.

Todos nós temos dias ruins no trabalho, e em alguns desses dias você certamente vai sentir que os recrutadores são tratados como “bodes expiatórios”.

Mas, se você trabalha para fazer seu título sinônimo de “educador”, “consultor” e “aliado de confiança no mercado de trabalho”, você ficará satisfeito com os resultados alcançados e por estar ajudando diversos profissionais a conseguirem entrar no mercado de trabalho e desenvolverem suas carreiras, além de ter grande contribuição no crescimento da empresa ou cliente para o qual você trabalha.

>> Clique Aqui e conheça o Software RH Gratuitamente <<

5 (100%) 10 votes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *